Notícias

Em Porto Murtinho, presidente conhece obras da ponte Bioceânica

Campo Grande, 24 jan 2024 às 14:41

A presidente do Crea-MS, eng. agrim. Vânia Mello, esteve nos dias 10 e 11 de janeiro em Porto Murtinho, cidade sul-mato-grossense que faz fronteira com Carmelo Peralta, no Paraguai; cidades separadas pelo Rio Paraguai e que serão ligadas pela ponte Bioceânica, cujas obras já estão 43,6% concluídas.

No Brasil, a ponte marca o início da Rota Biocêanica, uma megaestrada que ligará os oceanos Atlântico e Pacífico, passando também pelo Paraguai, Argentina e Chile. Serão estradas e alfândegas que poderão encurtar em quase 10 mil quilômetros de rota marítima ou em duas semanas, a distância e o tempo nas exportações brasileiras para a Ásia.

As obras da ponte estão sendo executadas pelo consórcio binacional PYBRA, composto pelas empresas brasileiras Paulitec e a Cidades e pela paraguaia Tecnoedil. A ponte terá 1.294 metros de comprimento e 354 metros de vão livre sobre o rio; a calha principal ficará a 30 metros de altura para não comprometer a navegabilidade da hidrovia e a parte estaida terá 632 metros sobre o Rio Paraguai. A previsão é que a ponte seja concluída em 2025.

A agenda na cidade incluiu encontro com o superintendente do consórcio, engenheiro Paulo Leitão e outros profissionais que atuam nas obras, tanto do lado brasileiro quando do paraguaio. Paralelo à construção da obra, a cidade de Porto Murtinho tem vivenciado um grande crescimento no número de obras de construção civil que frequentemente recebem a fiscalização dos agentes do Crea-MS.

Acompanhada pelo superintendente técnico do Crea-MS, Jason Oliveira e pelo assessor de gabinete, Juliano Marzola, a presidente conheceu as obras de infraestrutura urbana executadas pela prefeitura de Porto Murtinho, além das obras de escolas e de reforma e ampliação do hospital. Na sequência, a equipe foi recebida pelo prefeito Nelson Cintra.

“Viemos mostrar a importância da fiscalização do Crea. Todo mundo acha que o Crea fiscaliza o engenheiro, mas não, o Crea fiscaliza as atividades profissionais para conferir se estão sendo realizadas por profissionais com registro no Conselho. Ela é positiva não apenas para sociedade, mas também para as empresas e profissionais”, explicou a presidente ao prefeito.

Nelson Cintra pontuou a responsabilidade do poder público municipal no que se refere ao desenvolvimento vivido pela cidade. De acordo com ele, hoje Porto Murtinho é a cidade mais importante do Estado e, por isso, estão executando e também se preparando para acolher o desenvolvimento econômico e turístico trazido pela Rota Bioceânica.

Comunicação Crea-MS